Uma “Fontana” para chamar de sua…

Uma viagem pode proporcionar experiências incríveis e esta é uma delas. Já se imaginou sozinho na Fontana di Trevi, você e ela como num filme noir? Pois esta  é uma estória de um encontro inusitado e inesquecível.

Ainda estava escuro, quando saí do hotel e caminhei em direção a Fontana, munida de casaco e máquina fotográfica. Enquanto me aproximava, já ouvia o som crescente de suas águas, e de repente, eu a vi,  majestosa e imponente, reinando iluminada e serena longe das multidões que a cercam durante o dia.

Ali, eu e ela, o tempo pareceu parar. Esqueço as fotos e apenas contemplo o que a mão do homem transformou em  uma das vistas mais deslumbrantes do planeta…

Amanhece, e um grupo de turistas japoneses munidos de todo tipo de aparato fotográfico chega, procurando os melhores ângulos. É hora da Fontana voltar a brilhar…para todos!

Volto para o hotel, e nem preciso jogar uma moeda na famosa fonte para saber que um dia, vou voltar…

Aliás, o fascínio causado pela Fontana di Trevi vem de longa data. Nos anos 60 o cineasta Federico Fellini a escolheu para rodar uma cena antológica do Filme “la dolce Vita” com Anita Ekberg e Marcelo Mastroiani. Esta inebriante sequência ganhou Hollywood e o mundo e imortalizou a Fontana di Trevi, considerada a mais bela fonte do mundo.

Diz a tradição que, se você jogar uma moeda na fonte, voltará a visitar a cidade. Existe também a versão de que se você for solteiro(a), e jogar duas moedas, vai encontrar a sua outra metade da laranja em Roma! Centenas de milhares de turistas já fizeram este gesto.
A cada ano, quase 1 milhão de euros em moedas é recuperado na fonte e doado a instituições de caridade.

Em novembro de 2015, após 16 meses de restauração e um custo estimado em 2 milhões de euros, a Fontana de Trevi foi reinaugurada ao público em todo o seu esplendor, graças aos investimentos da casa de alta costura Fendi e de Karl Lagerfeld, diretor da Chanel.

Dica para aproveitar melhor sua visita a Fontana di Trevi

Escolha um hotel que fique no centro histórico de Roma, assim você poderá escolher um momento menos congestionado, longe da orda de turistas que a invade diariamente.

Eu fiquei no Hotel Relais Fontana de Trevi, que é assim como se diz, na cara do gol. Não espere nenhum luxo, mas a localização… é imbatível. O atendimento é bom e o recepcionista falava português e nos deu ótimas dicas. Além disso, dá para tomar café da manhã ou um drink no final da tarde em uma sacada com vista para a Fontana.  E dá para fazer muita coisa a pé.

A origem da  Fontana de Trevi 

Antigamente, era costume construir uma fonte onde um aqueduto terminava e esse é o caso da Fontana di Trevi, que marca o final do Aqua Virgo, um antigo aqueduto de grande valor simbólico e histórico para a Itália. A obra de Nicola Salvi baseada em um projeto de Bernini, é a fonte monumental barroca mais célebre de Roma.  Construída em 1735, a Fontana tem 26 metros de altura e vinte metros de largura. A fonte fica no cruzamento de três ruas, tre vie em italiano, o que deu origem ao nome Fontana di Trevi.

Localização

Piazza di Trevi, 00187 Roma, Itália

DSC02851

Um comentário sobre “Uma “Fontana” para chamar de sua…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *